EnglishJapanesePortugueseSpanish

Projeto: Sinalização hormonal e discriminação isotópica do δ13C em mutantes de tomateiro sob déficit hídrico.

Financiamento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

Responsável: Ana Carolina Roque Cardoso

Descrição: A segurança alimentar é uma questão global devido o aumento da população projetado para 9,7 bilhões de pessoas em 2050. Mudanças climáticas como a seca e aumento de temperatura torna a produção de alimentos mais desafiadora. O déficit hídrico é o fator abiótico mais limitante a produtividade das culturas, assim existe um grande interesse na produção de plantas com maior rendimento e que utilizem água com melhor eficiência. Diante esse cenário, a compreensão das respostas de sinalização à escassez de água é a chave para esclarecer essas adversidades. Assim, o objetivo desse estudo é avaliar as diferentes respostas de cinco mutantes hormonais da cultivar Micro-Tom (MT), submetidas ao estresse por déficit hídrico sendo que cada mutante apresenta sua alteração hormonal entre eles: Never- ripe (nr) baixa sensibilidade ao etileno, Epinastic (epi) alta produção de etileno, Notabilis (not) deficiente em ácido abscísico e Dumpy (dpy) baixa produção de brassinoesteróides. A hipótese desse trabalho é que a sinalização hormonal e proteômica regula alterações morfológicas como aquisição carbono para conferir tolerância a seca.

Créditos: Carolina Cardoso
Créditos: Carolina Cardoso
Créditos: Carolina Cardoso